domingo, 9 de agosto de 2009

Foi bom e pra sempre será...


Algumas viagens que fazemos, faz com que nossas vidas nunca mais sejam as mesmas, não fazemos idéia do que iremos encontrar no meio do caminho, nem muito menos do que esperar das pessoas que iram dividir o mesmo espaço físico que nós. No entanto, uma certeza nós temos, viajar é único, sendo assim, pode-se esperar tudo, ou nada, acabo de chegar de um congresso nacional de história, o congresso aconteceu em Fortaleza, cidade de sol, gente bonita, e suja, diga-se de passagem, mas e daí? O interessante mesmo é o decorrer da coisa, pessoas de todo o Brasil estavam por lá, pessoas bonitas, feias, simpáticas e algumas doidas como eu e quando digo doida, digo literalmente, embora pra ser sincera nenhuma tãooo doida assim.
Vou te confessar uma coisa curioso leitor, viver uma vida inteira em sete dias, não é pra qualquer um, tivemos momentos impares, momentos muito bons e momentos muito ruins, mas eu confesso que essa parte eu deixo na minha caixa de coisas estranhas, quero dizer do quanto sinto saudade dessas pessoas diversas, das conversas bobas, da correria pra ir tomar banho em um banheiro sem tranca e que dava de frente pro banheiro dos meninos (auhuahauhu).
Povo passando a madruga inteira acordada, galera com ódiooooooo eterno daqueles que não os deixavam dormir, gente do violão, Francisco meu filho você manda muito bemmmmm!
E quando no meio dessa galera você dá de cara com pessoas que sequer fazia noção de existir no tempo espaço, mas que casam direitinho com teu jeito de ser?
Uai! Nesse caso é partir pro abraço e viver o que há de bom, assim foi com a Aline, Daiane, Pâmela a Ariane e o Thiago, caramba! Como pode a gente se perder tanto no meio deste mundo de pessoas que em apenas alguns dias fazem da tua vida aquela graça de ser?
Mais tarde um menino inteligente e com cara de assustado aparece pra dar mais sabor á essa reunião de pessoas atemporais, Leopoldo, o Leo é uma coisa de fofis! Essa vai pra você Leo, “Nunca vi niguémmmmmmm viver tão felizzzz como euuu no sertãoooooooo...eh tchê tchê tchê tchêeee !!!
Um dia demos de cara com um pôr do sol que poucos podem ter na praia de Iracema, acho que cada um de vocês que lêem esse texto escrito de forma descompromissada, deveriam uma vez que fosse, em suas vidas, dar de cara com um pôr do sol deste, andar por sobre uma ponte que adentra o mar, a Lu ficou de cara com isso, a ponte velha chamada de ponte metálica, é uma coisa que fica acima das expectativas, tudo bem que alguns vão dizer que estou exagerando, eu só digo uma coisa, dane-se! Á mim não importa, eu sei que, ali naquela ponte, vendo aqueles barcos passar o cabelo sendo bagunçadas pelo vento, as ondas que quebravam com os prédios de fundo fazendo um perfeito cartão postal, eu vi que nesse mundinho de meu Deus, nada é nada, e nós somos ainda mais nada que isso se acha importante não é pessoa? Sinto informar, mas não é infelizmente eu fiz um vídeo que por alguma armação do destino foi apagado da máquina, esse vídeo era pra você bebê, não tem problema Doug, te faço outro de outro lugar, de outro tempo, mas olha palavra de Jakelina, então como eu dizia, no meio do caminho tinha uma ponte, tinha uma ponte no meio do caminho, conhecemos o Dragão do mar, coisa mais imensa é aquilo, havia mil coisas ali, o lugar ia subindo até você poder ver toda Fortaleza do alto, entramos em uma exposição que ganhava o nome de Brincadeira, e realmente era, casinhas com bonecos, luzes de lampião e areia, fez com que eu me sentisse bem de verdade, coisa que há milênios não ocorria, me senti fora de todo o resto e meu espírito em paz novamente poderia brincar, depois na mesma exposição, na mesma brincadeira, só que agora me levava ao mar, lá havia cata ventos, aviões que eram como móbiles, mas que funcionavam á manivela, meu pai do céuuuuu, havia uma bacia com água de sabão e os objetos pra fazer bolha de sabão, eu quase tive um troço, deve ser mais ou menos assim, lembra quando você era criança? Daí teus pais chegam e te trazem um brinquedo sem que você estivesse esperando? Foi bom como se assim o fosse, fiz bolhas de sabão, no fundo ouvíamos o som de crianças brincado á beira mar, o som das ondas misturado com minha alegria de estar ali e pisando na areia daquele lugar, não sei dizer, vou usar as palavras da Daiane “foi surreal”.
E o tempo todo, essas pessoas queridas estavam lá e o tempo todo eu ia de um extremo á outro, me senti feliz algumas vezes, e infeliz tantas outras, eu tenho sim este dom ou maldição de ir de um ao outro em questão de segundos, bom no meio desse turbilhão de emoções eu decidi fazer uma ligação e sabe você o que é ouvir alguém tão feliz em ouvir sua voz do outro lado? Recomendo também que procure saber se não souber. Acho, tenho mesmo pra mim, que nunca mais um congresso vai marcar de tal forma, claro dã!As coisas são únicas, eu somente afirmo, sentirei que o tempo foi aplacador nessa última semana, que fui uma, voltei outra, que sinto saudade dos momentos, que ri feito uma doida, eu a Maria e o Tássio durante a madrugada só falando bobeira, que sim Daí você é fiel ao seu namorido, afinal com tanto homem bonito junto e alguns até te rondando e você firme e forte.
Que tinha uma turma de paulistas surperrrrr na deles, um povo de Goiás muito engraçado que uma das meninas tomou um porre tão feio que saiu vomitando a quadra toda( foi de lascar), que um dos menino, do Piauí era o santo protetor das bebinhas, toda vez que uma mina caia nessa ele estava lá, sabe-se lá o porque, coisas da vida nean?
Que alguém perdeu uma aliança no banheiro, que alguém perdeu uma carteira com documentos e tudo (um dos paulistas), que alguém de Fortaleza não apareceu (pelo menos até enquanto eu estava lá) pra se despedir de alguém de Sampa e que alguém de Sampa tava doido pra falar com alguém do rio, que alguém de Floripa nos assustou, que outro do cearense tal poliça, ortoridade, fez um bem danado á uma menina chamada Maria. Que uma garota de Assú ta feliz da vida, causa de que um v menino vindo não sei de onde, gamou tanto nela que mandou um recado querendo seu MSN, trocamos MSN, trocamos presentes, mas presente mesmo vai ficar o sentimento de sonho, que agora de volta a vida real as coisas parecem um tanto longínquas, como se eu não conseguisse alcançar o pedaço de céu em limite com o mundo inferior, tudo isso em poucos dias, tudo isso entre risos e lágrimas, tudo isso perdido nos olhos de uma carinha que conhecemos, não poderia deixar de lembrar ele, ali perdido na praia de Iracema, vendendo suas coisinhas um nômade, que no fim das contas entrou pro clube do Coração partido do Sargento Pimenta, este foi o mini curso que fizemos (RS...), mas que já estava partindo também pra outro lugar, eu nem sei como findar o texto é que nesse momento alguns ainda estão voltando pra casa, levando uma bagagem de saudade, umas ou outras experiências sem igual, outros lavando os olhos marejados, afinal partir mesmo quando se quer dói de alguma forma, quantas dessas pessoas vamos reencontrar? Quantos momentos semelhantes á esses vamos viver?Quantos outros por do sol? Uma das meninas me disse que estava deprimida por conta da ida, que tinha se passado tudo muito rápido e que parecia, só parecia que era pra ser assim, como se essa parada toda tivesse sido escrita á tempos atrás, então eu vou findar o texto repetindo o que eu disse pra ela...
Se não houvesse começo e muito menos fim, não haveria história. Por um acaso somos historiadores, por um acaso estudamos o passado, pra que mais lá na frente possamos entender o presente, seja ele nosso ou de outros, fizemos nossa história ali, entre prantos e risos, raivas e alegrias, entre gente estranha, mas gente como qualquer outra, ultrapassamos fronteiras, estados, geograficamente ou fisicamente falando, eu mesma não arrisco um palpite pra responder nenhuma das questões e me utilizo do que mal sei sobre filosofia pra dizer, estamos aqui pra confundir, não pra explicar, faça a sua história e deixe o tempo se encarregar daquilo que ele bem sabe fazer, tenha sua caixinha de momentos impares também, a cada segundo que se vai você se pergunta, estive mesmo aqui? Se fez valer á pena, viveu, se viveu esteve...
Sinto por aqueles que eu não conheci, sinto pelos que não consegui me despedir, mas de todos vocês...
Sinto saudades...
“Passarinho quer dançar o rabicho balançar, pois acaba de nascerrrrrrrr thu thu thu!... é dia de festaaaaaaaaa dança sem pararrrrrrrrrr...!!! “

Ob: Anaaaa foi show te conhecer *_* ...

Um comentário:

Dayane disse...

Amigaaaaaaaaa!
foi demais mesmo!
SURREAL, SURREAL E SURREAL...
LEMBRA? TUDINHO SE RESUME NUM SURREAL!
TODAS AS NOITES EU OLHO AS FOTOS!
NÃO SEI COMO TE MANDAR O MEU VIDEO... LEMBRA NÓS DUAS GRAVANDO AO MESMO TEMPO! UMA FILMANDO A OUTRA! ASSIM QUANDO SEU BEBE VIER, ELE VAI SABER QUE É VERDADE O QUE FOI GRAVADO!
E O QUE FOI VIVIDO FOI TÃO LINDO E INTENSO, COM SUAS PARTICULARIDADES PRA CADA UM!
MAIS FOI UNICO!
E PRA SEMPRE SEREMOS MAIS QUE ESPECIAIS UM PRO OUTRO.
E VIVA ESSES ENCONTROS E DESENCONTRO!
E SE TUDO DER CERTO... VAMOS PRA BOLIVIA...
AMIZADE IGUAL A NOSSA...
SÓ NA PROXIMA VIDA E OLHE LÁ!

QUANDO EU CONTO O QUE VIVI, AS PESSOAS ACHAM ATÉ UM EXAGERO...
MAS QUANDO EU FALO QUE VIVI 22 ANOS EM 10 DIAS... ACHAM QUE É LOUCURA DA MINHA PARTE.

MAS EU DIGO QUE TIVE A OPORTUNIDADE DE CONHECER PESSOAS ESPECIAIS E FOI TÃO SURREAL...
PODEM ME CHAMAR DE LOUCA... MAIS FOI REAL!

UM DIA ANTES DE VOLTAR OUVI ESSA MUSICA E ME DEIXOU COM O CORAÇÃOZINHO APERTADO...
Estou de volta pro meu aconchego
Trazendo na mala bastante saudade
Querendo
Um sorriso sincero, um abraço,
Para aliviar meu cansaço
E toda essa minha vontade
Que bom,
Poder tá contigo de novo,
Roçando o teu corpo e beijando você,
Prá mim tu és a estrela mais linda
Seus olhos me prendem, fascinam,
A paz que eu gosto de ter.
É duro, ficar sem você
Vez em quando
Parece que falta um pedaço de mim
Me alegro na hora de regressar
Parece que eu vou mergulhar
Na felicidade sem fim


ESSA MUSICA ME MARCOU MUITO!
PODE CREER QUE EU TROUXE NA MALA BASTANTE SAUDADE!

TODA A VEZ QUE EU PARAR PRA VER UM POR DO SOL VOU ME LEMBRAR DE VCS DE FORTALEZA, DO NOSSO GUIA (O THI)E TUDO QUE POR DEMAIS SONHADO...
FOI VIVIDO!
SUREAL AMIGA... SURREAL!

BESITOS
ATÉ A BOLIVIA!

DAY